Minha foto
Camila
Quero "todo o amor que houver nessa vida e algum trocado pra dar garantia e algum veneno anti monotonia".
Visualizar meu perfil completo

Recadinho:


ShoutMix chat widget

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Eu não me controlo

Domingo (ontem) assisti a uma entrevista com Fernando Meirelles. Acho que ele dispensa apresentações. Um cara que dirigiu o tão conhecido filme Cidade de Deus e o ótimo O Jardineiro Fiel não é uma pessoa qualquer. Esses dois filmes dirigidos por Fernando são excelentes, sem sombra de dúvida, mas o que está me fazendo dar mesmo atenção e ele é outro filme que ele dirigiu e que vai estrear em breve nos cinemas, Ensaio Sobre a Cegueira.

Não costumo gostar de filmes depois de ter lido o livro do qual ele foi adaptado. Foi assim com o Diário de Bridget Jones (na época, amei o livro e achei que o filme ficou um pouco a desejar, apesar de eu ter adorado a trilha sonora), a mesma coisa com Código da Vinci (devorei o livro, não queria sair de casa antes de ler o final, mas o filme não foi essas coisas todas, não se comparado ao livro) e O Caçador de Pipas? Esse eu nem comento... Como pode um livro tão intenso e cativante ter sido transformado em algo tão sem vida?

Talvez seja eu a culpada, talvez eu não devesse ler os livros antes de assistir aos longas, já que eu adorei os filmes Cidade de Deus, Carandiru, Uma Mente Brilhante, entre outros, mas eu não havia lido o livro. Claro que não vou deixar de ler livros pra gostar de filmes que forem ser adapatados, neh? Mas posso simplesmente deixar de assistir aos filmes, já que sei que não vou gostar... Impossível também, não me controlo!

O livro é simplesmente sensacional, Saramago usa hipérboles incríveis e, se eu já gostava dele antes de ler esse livro, depois fiquei quase devota dele, mas morro de medo do filme me decepcionar mais uma vez. No entanto, nesse caso, é ainda mais complicado de me controlar. Porque durante a entrevista do Fernando, passaram um vídeo do Saramago terminando de assistir ao filme, ele chorava de emoção e dizia que estava se sentindo como no dia em que ele próprio terminou de escrever o livro... Tem como não querer ver esse filme? Só seu fosse cega!

"Por que foi que cegámos, Não sei, talvez um dia se chegue a conhecer a razão, Queres que te diga o que penso, Diz, Penso que não cegámos, penso que estamos cegos, Cegos que vêem, Cegos que, vendo, não vêem".
Trecho de Ensaio Sobre a Cegueira, José Saramago






*Dia 12 desse mês já tenho compromisso... Você também?

5 Finais Felizes:

Su disse...

Anotadooo!!! Dia 12, ok!!!
Se bem que eu concordo com vc, viu?!!!
Li tdos esses livros citados em seu post e assisti aos filmes... e sinceramente??!! Falta mta inspiração da parte dos diretores e adaptadores... mas, fazer o que?? Há aqueles que ridiculamente se contentam só com o filme!!!!
BEijooos qrida!!!!

Du disse...

Camila, esse livro me fez chorar! A intensidade com que Saramago relata a percepção das pessoas diante daquela cegueira branca, é de deixar qualquer um que tenha um mínimo de sensibilidade, arrepiado!
Eu estou vibrando por esse filme, já li o livro duas vezes!

Pelo menos a adaptação para o cinema de "O amor nos tempos do cólera", do Gabriel Garcia Marquez, eu gostei muito, saí com os olhos inchados do cinema de tanta emoção! \o/
Espero que com O Ensaio... aconteça o mesmo! \o/

Beijão

Frank Saiu disse...

Olá Camila!

Deixei um selo de "MasterBlog" para vc, passa lá para pegar:
http://qseflog.blogspot.com/2008/09/prmios-selinhos-e-afins.html

Bj
Frank
Q SE FLOG

Cadinho RoCo disse...

Assista ao filme, mas vá sem preconceito, sem resistência.
Cadinho RoCo

Amigao disse...

Eu gosto de ver o filme só para dar vida aqueles personagens do livro.
Eu lembro bem, quando assisti o "Colecionador de ossos" que não teve nada a ver com o livro, mas os atores escolhidos eram exatamente as imagens que idealizei quando li o livro.
Só por isso.

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios