Minha foto
Camila
Quero "todo o amor que houver nessa vida e algum trocado pra dar garantia e algum veneno anti monotonia".
Visualizar meu perfil completo

Recadinho:


ShoutMix chat widget

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

O "Pau da Bandeira" na Blogagem Coletiva

Hoje é dia de blogagem coletiva!!!

Essa acontece no dia do Halloween, e, em vez de falar sobre essa festa tão popular nos Estados Unidos (e até aqui também), vamos mostrar um pouco mais da nossa cultura, o nosso folclore. Eu falarei sobre uma festa pagã-religiosa que acontece aqui no interior do Ceará, que mistura fé, lenda, bebida e animação!

Barbalha

Barbalha é uma cidade, com cerca de 52.ooo habitantes, localizada no Sul Cearense, mais especificamente na microrregião do Cariri, a 610km de distância de Fortaleza. Lá, durante todo o mês de junho, acontecem diversas comemorações em homenagem ao padroeiro da cidade, Santo Antônio.

Entre festejos e cortejos, o dia mais esperado é o dia do Pau da Bandeira de Santo Antonio. Vou explicar como funciona. O troco de uma árvore, uma Timbaúba, com cerca de 22 metros de comprimento, pesando mais ou menos uma tonelada, vem sendo carregado nos ombros de dezenas de homens (devotos de Santo Antônio) desde um sítio em uma serra próxima à cidade, até a frente da igreja matriz, no centro de Barbalha, onde ele vai ser erguido e deixado lá até o final das comemorações.

O Pau da Bandeira e Santo Antônio

Milhares de fieis vêm de perto e de longe pra presenciar a procissão. Nesse dia a cidade fica completamente tomada por forasteiros cheios de fé e devoção. O calor é imenso, o aglomerado de pessoas é impressionante e o caminho a ser percorrido é longo, mas nada atrapalha a grandiosidade desse evento folclórico-religioso. E, como nem todo mundo é de ferro, toda essa festança é acompanhada de muito forró pé de serra e da “cachaça do seu vigário”, bebida típica de região.

Diz a lenda (e sobretudo a fé) que quem conseguir pegar uma lasca do tronco (antes dele ser erguido), fizer a partir dela um chá e o tomar, vai ter seu pedido atendido por Santo Antônio. Não podemos esquecer que esse é o Santo Casamenteiro! Então também acredita-se que a mulher que conseguir tocar o tronco, enquanto ele está sendo carregado, logo será agraciada bom um bom e eterno matrimônio. Alguns ainda crêem que basta passar a mão no tronco ou abraçá-lo, mesmo depois da procissão, para serem ouvidos pelo Santo.



Pau da Bandeira em frente à Igreja Matriz

A tradicional festa do Pau da Bandeira já acontece há mais de 80 anos, é o “ritual profano religioso de maior expressão do município”, e, além disso, é um dos maiores de toda a região. Se você acredita na força desse Santo e/ou está precisando casar, vá a Barbalha próximo ano com muita fé e disposição! Nos veremos por lá... Heheheh...

Fontes:
http://revistaraiz.uol.com.br
http://www.cariri.org.br/eventos.jsp
http://pt.wikipedia.org/wiki/Barbalha
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=165140










*Esta foi a minha primeira blogagem coletiva, espero seja mais ou menos isso mesmo e que todos gostem da leitura, porque eu adorei participar!!! E até a próxima!!!

24 Finais Felizes:

Su disse...

Belo texto, Camilinha!!!
Parabéns por participar da sua primeira blogagem, hein?!!

E enquanto eu lia seu texto eu fiquei aqui imaginando a mulherada querendo ao menos encostar para "tirar uma lasquinha" desse tronco só para não ficar encalhada... hehehehe

Deve ser uma festa muito maneira, hein?! BEm tradicional!!

Parabéns pelo texto!!
Beeijos e bom dia!!

disse...

É isso minha criança, acertou em cheio.
Mais uma sobre o nosso rico e maravilhoso folclore que aprendi hoje.
Parabéns pelo texto bela escolha, se eu fosse solteira ano que vem estaria por lá para pegar um pedacinho desse tronco encantado...kkkk

Beijos minha linda!
Que Deus te abençoe!

Du disse...

Pau da Bandeira ... vixe!
Acredita que eu nunca tinha ouvido falar nisso? Credo...
Me senti uma alienada agora =/

Por outro lado, aprendi muito aqui hoje!

Muito obrigada, queridona!
Valeu, texto excelente!

Beijão

Ronaldo disse...

Adorei!!!

Era exatamente esse o espírito da blogagem!

Eu ainda não quero casar... mas quem sabe um dia!

Obrigado pela participação!

Até mais.

Ju... disse...

Tá marcado já...próximo ano, na festa do pau da bandeira, a gente em Barbalha! hahaha!!!
E a música se encaixou perfeitamente!!!
Ô Ceará lindooo!!!
E ô saudade!!!
hehe!!!

Lino disse...

Camila, muito legal as informações que você deu. Com elas, fiquei conhecendo mais uma manifestação cultural brasileira.

Lino disse...

Camila, muito legal as informações que você deu. Com elas, fiquei conhecendo mais uma manifestação cultural brasileira.

Zek disse...

Puxa, quanta coisa do Brasil passa desapercebido por nós... olha só!!

Adorei!!, cada blog dá um tom diferente ao tema,

Denise do Egito disse...

Oi, Camila

Eu não acredito no "pau da bandeira", mas deve ser uma aventura e tanto, hein...
Um beijo

Wagner L. Moreno disse...

Adorei! Somos muito ricos de cultura e nao precisamos do Halowen... parabens

http://infocasa.blogspot.com

lavanderiavirtual disse...

Camila, desculpe o trocadilho infame: você "matou a pau"! (risos) Nem parece que é sua primeira blogagem, ficou perfeito mesmo! :-)

Sabe que, apesar de não acreditar que esses pedidos serão realizados, acho muito importante essa confraternização, pois essas manifestações servem para nos aproximar, nos unir, nos enriquecer. :-)

Beijão!
Juca

Mikasmi disse...

Muito interessante.
Festas populares tem sempreoutro sabor

Parabéns pela sua escolha.

Abraços

Jamille Lobato disse...

Olá, também estou participando da Blogagem e passei por aqui para conhecer seu Blog e respectivo post.
Gostei muito do texto!
Voltarei mais vezes aqui!!!

Abraços

leioomundoassim disse...

Oi, Camila! Você entendeu direitinho como é participar de uma coletiva; seu texto ficou bem interessante!

Lendo seu texto, lembrei-me de outra manifestação religiosa: o Círio de Nazaré, com aquela multidão tentando tocar na corda em busca de uma graça. BOm final de semana!Andréa Motta

Iza disse...

Oi Camila! Ficou muito legal. Fiquei imaginando a correria que é para pegar uma lasquinha do tronco para fazer o chá!
...
Também adorei esta postagem. Faz-me lembrar tanta coisa esquecida!
...

Beijos!

Tatah Santini disse...

Adorei, não sabia dessa tradição. Gostei do forrozinho que ouvi aqui também. Sou louca para conhecer o Ceará. E agora fiquei louca pra conhecer essa cidade!
Também participo da blogagem, quando tiver um tempo vê lá!
=D

luzdeluma disse...

Com esse tamanho de pau tem chá pra todo mundo!! Mas é sempre o mesmo pau a 80 anos ou ele é trocado? Depois de levantando ele fica por lá o resto do ano? Desculpe as perguntas, mas é que nunca tinha ouvido falar sobre isso, grande novidade! Tá vendo? Brasil é novidade até para brasileiros! Boa blogagem!! Beijus

Marisa Pimenta disse...

Camila, adorei seu post, assim pode-se conhecer um pouquinho do Brasil. Já morei em Belém do Pará e lá o folclore é mto valorizado, inclusive fiz um curso sobre folclore, pois sou contadora de história e me ajudou mto. Qdo coloquei o post em julho sobre lendas foi por estar trabalhando com os idosos onde sou voluntária sobre essas lendas tão lindas q nós temos. Visite mais o meu blog e pode me linkar q vou tb colocar o seu. Apareça no acessoriosdamarisa.blogspot.com onde mostro as minhas "artes", seja bem-vinda.Bjks

Vanessa disse...

Oi, muito bom seu texto, contou coisas que eu desconhecia totalmente e mostrou cultura nacional legitima.

bjs

evipensieri disse...

Já tinha ouvido falar da história do "Pau de Santo Antônio". Bem legal o seu texto mostrando bem as tradições culturais do nosso país.

Parabéns !!!

Bjs.
Elvira

luzdeluma disse...

Camila, obrigada pelos esclarecimentos. Entendi tudinho agora!! :) Bom Domingo!! Beijus

YOKO disse...

Nossa, que legal! Muito interessante! Solteiros `a espera de um casamento esperam ansiosos por este dia então? Boa sorte à todos!
Também estou participando pela 1a. vez na Blogagem coletiva. Espero participar de outras, vamos lá?

Aprendendo a Língua Japonesa

Leandro Neres disse...

Adorei conhecer um pouco história do tronco! hehe e a histórinha do cházinho me deixou curioso e já fiquei imaginando as possíveis histórias em torno disso haha
Bjos!
Leandro

Alma Poeta disse...

Oi Camila,
também participei da blogagem coletiva e agora estou dando uma olhadinha na blogagem de outros participantes.
Adorei saber um pouquinho mais sobre o Brasil. Essa tradição eu não conhecia. Muito interessante.
Parabéns pelo belo texto!
Um abraço minha querida.
Serena

 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios